Religiosidade e fé

Para adorar: salmos de agradecimento às graças de Deus

Por Redação João Bidu 20/10/2017 ÀS 12H00
Imagem dourada de Jesus em agradecimento às graças de Deus Imagem dourada de Jesus em agradecimento às graças de Deus - Foto: Pixabay.com

Receber as graças divinas é muito bom, porém o merecimento delas deve ser conquistado dia a dia. Adorar a Deus e agradecer por cada coisa que acontece na vida é parte desse processo de merecer ser atendido pelos céus. O sentimento de gratidão abre as portas da alma e do coração para tudo que há de melhor e o que pode estar em seu caminho. Faça seu agradecimento às graças de Deus com esses salmos e seja merecedor de mais dádivas em sua vida.

Salmo 46 – Para agradecer pelas bênçãos alcançadas

“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto não temeremos, ainda que a Terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza (Selá). Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã. Os gentios se embraveceram; os reinos se moveram; Ele levantou a sua voz e a Terra se derreteu. O Senhor dos exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio (Selá). Vinde, contemplai as obras do Senhor; que desolações tem feito na Terra! Ele faz cessar as guerras até ao fim da Terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo. Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a Terra. O Senhor dos exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio (Selá).”

Salmo 92 – Para louvar a Deus e agradecer as bênçãos

“Bom é louvar ao Senhor, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo; Para de manhã anunciar a tua benignidade, e todas as noites a tua fidelidade; Sobre um instrumento de dez cordas, e sobre o saltério; sobre a harpa com som solene. Pois tu, Senhor, me alegraste pelos teus feitos; exultarei nas obras das tuas mãos. Quão grandes são, Senhor, as tuas obras! Mui profundos são os teus pensamentos. O homem brutal não conhece, nem o louco entende isto. Quando o ímpio crescer como a erva, e quando florescerem todos os que praticam a iniquidade, é que serão destruídos perpetuamente. Mas tu, Senhor, és o Altíssimo para sempre. Pois eis que os teus inimigos, Senhor, eis que os teus inimigos perecerão; serão dispersos todos os que praticam a iniquidade. Porém tu exaltarás o meu poder, como o do boi selvagem. Serei ungido com óleo fresco. Os meus olhos verão o meu desejo sobre os meus inimigos, e os meus ouvidos ouvirão o meu desejo acerca dos malfeitores que se levantam contra mim. O justo florescerá como a palmeira; crescerá como o cedro no Líbano. Os que estão plantados na casa do Senhor florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos; serão viçosos e vigorosos, para anunciar que o Senhor é reto. Ele é a minha rocha e nele não há injustiça.”

LEIA TAMBÉM

  noEmbed

0482