Geral

Radiestesia: o que é, pra que serve e como é feita?

Por Renata Prado 06/05/2020 ÀS 14H39
O pêndulo é um dos principais instrumentos da Radiestesia O pêndulo é um dos principais instrumentos da Radiestesia - Mrdidg/Pixabay

Você já deve ter visto em filmes e séries uma cena em que uma pessoa usa um pêndulo para "adivinhar" algo, não é? Esse instrumento não apenas utilizado em sessões de hipnose, mas também faz parte da ciência chamada Radiestesia. Com ela, é possível identificar as energias internas e externas para resolver os conflitos e possíveis desequilíbrios.

O que é Radiestesia?

A Radiestesia tem como objetivo medir e detectar campos energéticos por meio do uso de alguns instrumentos. Essa capacidade de medição de energia se dá de forma suprasensorial, isto é, a Radiestesia tem relação com a sensibilidade e percepção.

O significado do seu nome já indica sua essência; o termo vem do latim "radius" que é radiação, e do grego "aeshtesis" que significa sensibilidade. Mas, afinal, para o que essa técnica serve? Com ela podemos medir as energias externas e internas, para equilibrar e harmonizar as situações e os indivíduos.

Essa prática é realizada há muito tempo e vem acompanhando o homem há séculos; desde a pré-história existem relatos sobre imagens lapidadas em cavernas, que demonstravam varas de comando para localizar as caças. Também há relatos do uso dessa ciência há mais de 4 mil anos na China. 

Ao longo da história, a Radiestesia foi utilizada para diversos fins, como detecção de água, localização de minérios e pessoas, e até mesmo para tratamentos médicos.

Instrumentos usados na Radiestesia

Os instrumentos servem como antenas amplificadoras das energias sutis que se apresentam de forma supraconsciente.

Com essas ferramentas, que podem ser usadas em conjunto com outros tratamentos, há uma infinidade de possibilidades de aplicação em diversas áreas, desde a busca por objetos até a harmonização e limpeza de ambientes e energias. Porém, para realizar essas funções, é necessário ter responsabilidade, muito estudo e treino.

Ela também pode ser utilizada em tratamentos terapêuticos ou para potencializar a energia de banhos, na indicação floral ou durante uma consulta de tarot.

Como intrumentos, você pode utilizar:

Forquilha: objeto em formato de Y, que pode ser de madeira, utilizado para a localização de veios d’água;

Aurameter: basicamente é utilizado para prospecção de energia, medição da aura e equilíbrio dos chakras;

Mesa radiônica: esse instrumento é composto por vários elementos. Sua função é estabelecer conexão divina, além de avaliar, medir e ajustar os campos vibracionais;

Pêndulo: é um objeto pontiagudo ligado a um fio ou uma corrente flexível que permite a percepção de algumas vibrações do universo pelo inconsciente do operador.

O funcionamento da ciência

Para que a Radiestesia tenha resultados, é importante que o operador esteja em estado de equilíbrio. Para isso, é indicado começar o procedimento com uma breve meditação, para acalmar a mente e promover a concentração. Muitas vezes, quando estamos emocionalmente envolvidos ou em desequilíbrio, isso pode atrapalhar a comunicação com pêndulo e a resposta pode ser errada.

O pêndulo te trará as resposta "sim" ou "não" - positivo e negativo. Mas, saiba que ele não é um oráculo! Esse método é apenas de captação de energia que é recebida pelo inconsciente e percebida pelo consciente. Portanto, o movimento do pêndulo é a expressão física dessa energia sutil; nunca faça uma sessão sem autorização ou sem perguntar ao pêndulo se esse trabalho que será feito é divino.

O que é Testemunho

Você deve sempre ter o testemunho, como se fosse um DNA energético da pessoa em questão, que nada mais é que um pedaço de papel escrito o nome completo e a data de nascimento do consulente ou empresa. Também podem ser utilizados uma foto 3x4, pedaço de unha ou fio de cabelo.

O pêndulo

Esse objeto é considerado um dos principais itens da Radiestesia, por ser muito suscetível a percepção da energia sutil, além de ter respostas mais concretas e assertivas dentro de diversos temas. O pêndulo pode ajudar, por exemplo, em diagnósticos de saúde, indicação de tratamento, medicamentos, a encontrar pessoas e até na solução de assuntos pessoais e profissionais.

Programando seu Pêndulo

Procure um local onde você não será incomodado. Após entrar em processo meditativo e limpar a sua mente, pegue a ponta do fio ou corrente do seu pêndulo com o dedo polegar e indicador e ajuste seu braço de forma que ele possa se movimentar livremente. Então, concentre-se e dê os seguintes comandos para ele:

  • Girando para a direita, ou vertical, será a informação positiva, sim - em sintonia;
  • Girando para a esquerda ou horizontal, será informação negativa, não - falta de
  • sintonia;
  • Parado, será neutro, sem resposta; não conectado ou pergunta mal formulada.

Provavelmente, ele irá começar a se movimentar para a direção da sua programação. Caso não aconteça, você pode induzir para a direção que deseja e programar. Mas, a indução deve ser feita apenas em último caso e somente na programação!

Treinamento

Após a programação do pêndulo, escolha a melhor posição para segurá-lo. A distância precisa ser confortável, de forma que ele possa circular livremente e sem dificuldade. Faça perguntas simples, de forma objetiva, para as quais você sabe a resposta. Peça para que o pêndulo responda sim ou não.

Não se preocupe com erros e acertos; esse momento é para você praticar, criar uma afinidade e desenvolver sua conexão.

Outro exercício fácil e prático é utilizando as cartas de tarot! Primeiro, você deve preparar seu testemunho, com seu nome e sua data de nascimento, depois, coloque sobre a mesa.

Em seguida, com seu baralho de tarô em mãos, você deve embaralhar e selecionar três cartas, mentalizando que entre elas uma seja a orientação, o caminho ou direcionamento que você precisa. Coloque uma ao lado da outra, sobre a mesa, viradas para baixo.

Com o pêndulo na mão direita, você irá direcioná-lo sobre seu testemunho e colocar a mão esquerda sobre a primeira carta. Peça ao pêndulo que indique se aquela carta tem a energia ou a orientação que você precisa. Caso o pêndulo não se manifeste ou dê uma resposta negativa, vá para a próxima carta e faça a mesma pergunta. Se for preciso, faça com a terceira carta.

Identificada a carta, você irá virá-las e verá qual a mensagem, solução ou direção que o pêndulo trouxe para você. Simples, não é? Você também pode fazer o mesmo passo acima e pedir um conselho para seu dia.

Para que cada vez mais a resposta seja efetiva, é importante estudar e praticar!

Cuidados

Caso você seja adepto, pode fazer um pequeno rito de consagração para utilização do seu pêndulo. Para a limpeza, você pode deixar por 24 horas mergulhado em sal grosso e, depois disso, lavar bem em água corrente, secar e guardar em um local seguro.

Se ele for de pedra, você pode deixá-lo próximo a um bastão de selenita, pois ela é autolimpante e também promove a limpeza e energização de outros cristais que estiverem em contato com ela.

Por fim, lembre-se: estude e pratique muito!

Texto: Renata Prado - Taróloga e terapeuta holística

Instagram: @renataprado.terapeuta

LEIA TAMBÉM:

02019