Fale conosco

O que você está procurando?

Autoconhecimento

Utilize a Roda da Vida e descubra o que você está precisando melhorar

Mulher feliz estudando
Essa ferramenta de autoconhecimento é uma maneira fácil de perceber o grau de satisfação em cada aspecto da sua vida - Shutterstock

É conhecida a importância do autoconhecimento para se alcançar uma vida mais plena e feliz. Entretanto, muitas pessoas não sabem por onde iniciar esse processo de olharem para si mesmas.

COMO SERÁ O SEU DIA HOJE? DESCUBRA TUDO NO HORÓSCOPO DIÁRIO! LÁ TEM TODAS AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

A Roda da Vida é uma ferramenta que tem um grande potencial neste sentido. Ela permite observar o grau de satisfação em relação às diversas áreas da vida de maneira praticamente objetiva.

Isso porque, basicamente, a Roda da Vida é o desenho de um círculo dividido em oito partes iguais e segmentado em uma escala de números percentuais, indicados de dez em dez, até chegar a cem. Cada uma dessas partes corresponde a um aspecto da vida e os números servem para que a pessoa indique, por meio da pintura, o seu grau de satisfação naquela área.

Existem vários modelos desta ferramenta e você também pode construir uma personalizada, elencando os assuntos os quais gostaria de analisar e avaliar. A seguir, serão apresentadas as áreas de uma Roda da Vida padrão. Que tal fazer suas reflexões e identificar como está a sua Roda da Vida?

Ambiente e organização pessoal

Considere o ambiente do seu lar, do seu trabalho, um cômodo específico ou mesmo a mesa onde trabalha. Tem a sensação de que está tudo bagunçado? Existe alguma reforma ou mudança que precisa fazer, mas nunca consegue? Pense também em como faz uso do seu tempo durante o dia, as semanas, meses e anos. Está conseguindo realizar o que se propõe? Sempre fica a sensação de que o dia está com poucas horas?

Lazer

Identifique o quanto está fazendo atividades que são prazerosas para você, aquelas que não tem alguma função específica a não ser curtir ou desestressar. Pode ser ir ao teatro, a um parque, viajar, ficar em casa vendo seriados, dançar, ir a um barzinho com amigos… Você tem algum hobby? Tem algo que gostaria de fazer para se divertir e acaba deixando para depois?

Saúde

Não refere-se à ausência de doença, mas ao quanto você cuida do seu corpo e energia física. Você costuma se cuidar? Vale identificar o que “se cuidar” significa para você. Pode ser fazer exames médicos com frequência, praticar atividades físicas diariamente… Como está a sua disposição para levantar da cama e buscar realizar seus sonhos? Está dormindo e se alimentando de maneira satisfatória?

Finanças

Trata-se de como consegue administrar o que ganha e os compromissos que tem para pagar e o quanto essa dinâmica está oferecendo satisfação para a sua vida. Ou seja, não é sobre a quantidade de dinheiro que entra na conta. Está conseguindo empregar esse dinheiro de maneira a trazer felicidade e alegria? 

Carreira

Perceba como está sua relação com a atividade profissional que exerce. Sente realização com seu trabalho? Gostaria de atuar em outro ramo ou buscar novas oportunidades? Percebe que já avançou bastante em sua trajetória profissional?

Relacionamento

Aqui cabe olhar para os diversos tipos de relacionamento, como afetivo íntimo, relação com amigos e também com familiares. Pode imaginar uma subdivisão e depois tirar uma média entre eles. Está conseguindo expressar sua autenticidade nessas relações? Sente que precisa se moldar em busca de atender expectativas? Identifica que está se isolando? Nota que existem muitas pessoas queridas ao seu redor?

Desenvolvimento pessoal

Observe como você é e onde está hoje e quem você já foi e onde esteve um dia. Percebe o seu progresso? Quanto ampliou sua inteligência emocional? Avalie seus movimentos para se conhecer, melhorar sua própria motivação, o que tem feito para mudar e o que ainda precisa fazer nesse sentido.

Espiritual

Refere-se à sua conexão com o todo e como se percebe nesse processo. Não precisa ser relacionado a questões religiosas. Você consegue observar o quanto impacta o mundo e o quanto sofre o impacto dele? Como anda sua intuição? Está oferecendo o seu melhor para o mundo? Você tem um momento específico para refletir sobre esses aspectos? 

Como fazer sua Roda da Vida

Com o desenho da Roda da Vida em mãos, observe separadamente cada uma das áreas citadas. Reflita sobre sua vida neste momento e avalie o quanto está sentindo satisfação em cada aspecto apresentado. Identifique o grau dessa satisfação em um número percentual e pinte a Roda da Vida de maneira correspondente.

Ao final desse processo, terá uma representação visual de como está seu contentamento em todos os pontos apresentados. Você também pode somar os valores identificados e dividir por oito, chegando a uma média que irá representar o seu nível de satisfação com sua vida atual como um todo.

Reflexões mais profundas

Ao finalizar esse processo de análise, identificação e pintura do desenho, você pode iniciar um aprofundamento, com reflexões que levem a entender o que pode fazer para melhorar as áreas que estão com numeração muito baixa ou que são prioritárias neste momento.

Cuidado para não cair em um ciclo de autocobrança e culpa. Tenha em mente que querer ter cem por cento de satisfação em todos os aspectos da vida ao mesmo tempo é praticamente impossível e pode levar a um processo de ansiedade e estresse.

Saiba que em cada fase terá seus aspectos prioritários, naturalmente. Por isso, é importante perceber o que é mais importante para você agora. Talvez seja a hora de rever as prioridades ou de investir ainda mais energia em uma área da vida que já está com porcentagem de satisfação alta, mas que é muito relevante neste momento

Ao fazer suas reflexões, observe também tudo de positivo que já fez, o que conseguiu conquistar e o que já está fazendo. E reforce, dessa forma, o seu potencial para estar cada dia mais perto de chegar onde deseja.

Texto: Bia Albuquerque (@biaaterapeuta), humanoterapeuta, psicanalista espiritualista, facilitadora do Círculo da Vida e ledora de baralho terapêutico

Leia Também:

Desenvolva a Inteligência Emocional e utilize as emoções a seu favor
Débito, aprendizado ou propósito? Em que etapa seu espírito está?
Autossabotagem: 10 mecanismos que fazem você puxar seu próprio tapete