Últimas

Faça você mesmo: Incenso natural

Por Julia Alves 10/08/2020 ÀS 14H31
Aprenda a produzir incensos artesanais Aprenda a produzir incensos artesanais - Crédito: Shutterstock

Quer melhorar as energias do lar e do seu corpo físico e espiritual? As ervas podem ser grandes aliadas. A prática de queimar ervas sagradas em rituais é algo praticado por muitas culturas em todo o mundo. As ervas e as flores possuem diferentes propriedades. Se preferir não queimar, as ervas também servem como sachês, liberando aromas agradáveis. Veja a seguir como fazer um incenso natural.

Escolha suas ervas

Antes de tudo, é preciso escolher as ervas aromáticas que lhe agradam, seja em termos de aroma ou potencial energético que você queira. Também há pessoas que recorrem ao incenso artesanal como decoração de ambientes, para produzir enfeites que espalhem aromas agradáveis pela casa.

Várias ervas e plantas podem ser empregadas nos incensos naturais. Você pode começar com plantas e ervas fáceis de achar e com aromas conhecidos da maioria, como:

  • Alecrim (fortifica o ânimo e traz foco)
  • Hortelã (abre caminhos e gera vitalidade energética)
  • Erva cidreira (elimina ansiedade, traz relaxamento e auxilia no sono)
  • Capim-limão (estimula afeto e liberta pensamentos obsessivos e negativos)
  • Sálvia (limpa ambiente e amplia sensibilidade intuitiva)
  • Arruda (purificação energética e proteção do ambiente )
  • Pinheiro (traz força e vontade, clareza e disposição mental)
  • Tomilho (coragem, confiança e energia corporal, aumenta imunidade)
  • Manjericão (presença, poder pessoal e criatividade)

A maioria dessas ervas pode ser encontrada em feiras de rua e até mesmo em alguns supermercados e sacolões. É preciso usar as ervas secas – caso contrário elas podem embolorar e apodrecer.

Se você pode colher essas ervas, faça-o em dias mais ensolarados e secos. As ervas devem sempre ser cortadas a partir do caule, jamais incluindo a raiz. Se necessário for, aumente o processo de secagem colocando as ervas dentro de um livro ou deixando-as secar mais ao sol.

Mão no incenso

Pegue as ervas que você escolheu, descarte folhas doentes e e comece com um fio de algodão, fazendo um nó na ponta de cada ramo das ervas.

Segure o ramo e vá enrolando o fio, dando 4 voltas no ramo todo, apertando e dando outro nó. Enrole o fio até a outra extremidade da erva e certifique-se de que ambos os nós estão firmes e justos. Depois, vire o fio e enrole de volta até alcançar a primeira extremidade. Enrole quantas vezes for necessário para conseguir firmeza. Lembre-se de que ervas com folhas mais largas precisam de menos fio, enquanto que aquelas plantas com folhas menores podem precisar de várias voltas com o fio para prenderem.

Aguarde algumas semanas para concluir o processo de secagem e, quando for queimar, comece na extremidade em que o primeiro nó foi dado, e pouse sempre o incenso em brasa em um prato de barro ou cuia própria para acendimento de incensos.

Calma e paciência 

Produzir incenso artesanal natural é um processo que exige tempo e dedicação, esteja presente no momento em que for fazer, cante mantras ou ore enquanto produz seus incensos! 

VEJA TAMBÉM:

02458