Notícias

Quando fazemos 30, quem predomina é o ascendente?

Por Karina Gomes 15/01/2020 ÀS 11H00
Signo ascendente

Algumas pessoas acreditam que ao passar dos anos, conforme ficamos velhos, o signo ascendente se torna muito mais forte do que o próprio signo solar no nosso mapa astral. Mas será que esse fato realmente é verdade? Afinal, muitas vezes, os dois não têm nada a ver um com o outro. Confira a explicação, entenda melhor sobre o signo ascendente e acabe de uma vez por todas essa dúvida!

O que é signo solar e signo ascendente? Quais são suas influências? 

Entenda o Zodíaco como um “anel” imaginário em volta do Sistema Solar que passa pelas doze constelações (Áries, Touro, etc). Este anel é fixo, mas o resto se movimenta em órbita. Quanto uma pessoa nasce, o Sol está passando diante de uma destas constelações e determina qual será o seu signo solar.

O planeta Terra também se move e a constelação que ascende no horizonte indicará o seu signo ascendente. Ele marca o início do seu ciclo de vida, o ponto de partida do seu Mapa Natal, o início da sua Casa Astral 1. Para saber mais sobre o seu ascendente, é importante fazer um mapa astral completo ou até consultar um astrólogo.

É verdade que depois dos 30 anos passamos a ter mais características do ascendente do que próprio signo?

Por volta dos 27-30 anos, ocorre o que nós chamamos de Retorno de Saturno. É quando o planeta Saturno completa uma órbita inteira e volta ao ponto em que estava no momento do seu nascimento. Está passagem representa um amadurecimento para o ser humano em sentido espiritual e mental.

Quanto mais maduros estamos, mais sólida é a nossa identidade, ou seja, as características determinadas pela Casa Astral 1 (signo ascendente) tornam-se mais nítidas. Não significa que você deixou de pertencer ao seu signo solar, apenas que consolidou sua identidade.

E aí, conseguimos tirar sua dúvida sobre o signo ascendente? Agora você pode desmentir esse assunto, quando alguém falar que é verdade!

LEIA TAMBÉM 

01708