Últimas

Solstício de inverno: o que muda astrologicamente?

Por Bruna Giorgi 20/06/2021 ÀS 18H00
O Solstício de Inverno marca o período de recolhimento e energia canceriana O Solstício de Inverno marca o período de recolhimento e energia canceriana - Foto: Shutterstock

Dia 21 de junho, na virada da meia noite, temos o Solstício de Inverno. O Solstício marca a época do ano em que o Sol atinge o ponto mais distante da Linha do Equador, iluminando mais um hemisfério que o outro. O começo do Inverno no Hemisfério Sul ocorre entre os dias 21 e 22 de junho (em 2021, ocorrerá no dia 21). Nesse mesmo dia, marca o evento de Verão no Hemisfério Norte.

O Solstício de Inverno revela o período em que as noites são mais longas do que os dias. Por isso, na astrologia, essa época pode ser associada ao recolhimento e a busca por autoconhecimento.

+Inscreva-se no Clube de Membros do João Bidu no YouTube e receba conteúdo exclusivo! Acesse neste LINK.

Solstício de Inverno na Astrologia

O signo de Câncer, que marca este solstício, é representado pelo caranguejo. Já viu como eles agem? O caranguejo é um animal que cava seu abrigo, se esconde, só se locomove em bando e anda meio para frente e meio para o lado. O simbolismo mostra que é o período em que estamos carentes, nossas emoções (cancerianas) afloram e são inconstantes, buscamos a aproximação, o aconchego com um semelhante, familiar. Precisamos estar junto a nossas raízes. Porém, qualquer desorientação, retornamos ao nosso lar.

Energeticamente, esse evento representa um momento de introspeção e reflexão. É como se as marés – do lado de fora – estivessem calmas. Mas o "maremoto" acontece no lado emocional e sentimental, dentro de nós. Transformações nos sentimentos e destaque das memórias e fatos do passado fazem parte desse período importantíssimo para o autoconhecimento. O que deu certo e o que deu errado? São algumas revelações que podem marcar esse período.

Fases do inverno

A temporada de frio é composta por três meses, representados pelos signos de: Câncer, Leão e Virgem. Assim, na astrologia, temos a época da germinação (Câncer), do florescimento (Leão) e da colheita (Virgem). É um período de transformação e metamorfose. Em Câncer, plantamos uma semente em nosso Eu; em Leão, saímos das sombras e voltamos para o externo; e em Virgem, colhemos aquilo que analisamos, refletimos e aplicamos em Leão.

Entenda a energia canceriana

Ao iniciar o trânsito no signo que abriga a 4ª Casa Astral no Zodíaco, o astro-rei destaca os interesses do universo doméstico, fortalece os laços afetivos com os parentes e as pessoas próximas, além de trazer mais compreensão e empatia nos relacionamentos em geral. O lado carinhoso, sensível e dedicado fica mais evidente e a vontade de proteger, acolher e dar colo tende a aumentar, inclusive com o mozão. Só que o apego também pode falar mais alto e demonstrações de possessividade tendem a ocorrer com mais frequência neste período.

Representação no Mapa Astral

Os Solstícios ocorrem marcando as estações Inverno e Verão; e os Equinócios (quando o Sol está próximo à linha do Equador) são de Outono e Primavera. Astrologicamente, podemos dizer que dão o pontapé nos trânsitos do Sol em Áries, Câncer, Libra e Capricórnio; os quatro signos cardinais.

No mapa astral individual, esses pontos representam as Casas do Eu (ação), das Emoções, do Equilíbrio e relacionamentos, e da ambição (carreira). Aspectos importantes da formação da personalidade e, assim, do autoconhecimento.

 

Texto: Bruna Giorgi (@in.flua)

 

LEIA TAMBÉM:

04029