Últimas

Escritaterapia: a escrita como ferramenta de autoconhecimento

Por Victoria Oliveira 15/09/2020 ÀS 12H23
Escritaterapia é uma poderosa ferramenta de autoconhecimento Escritaterapia é uma poderosa ferramenta de autoconhecimento - Crédito: cottonbro/Pexels

Todo mundo precisa desabafar as vezes, mas principalmente nesse momento de quarentena, não é recomendável sair para se reunir com amigos, e se tornou mais difícil até mesmo fazer sessões de terapia. Mas você já tentou escrever os seus problemas no papel como uma válvula de escape?

 

Um hábito comum na infância que perdemos contato com quando crescemos é o o de escrever em diários, a escritaterapia, uma terapia que se baseia em passar todas as suas aflições, traumas, pensamentos demasiados, e porque não, coisas boas que acontecem no seu dia a dia, anseios e metas também. Essa técnica é muito parecida com esse hábito tão popular entre as crianças, e uma ótima maneira de tirar um tempo de autocuidado em dias corridos quando não temos muito tempo para dedicar a nossa saúde mental.

 

A escritaterapia é também uma boa maneira de praticar o autoconhecimento, já que é tão fácil se abrir completamente e se colocar em uma posição tão vulnerável de total honestidade na condição de pessoa-papel, principalmente com temas que temos certa dificuldade nos abrindo completamente em uma relação paciente-psicólogo.

 

É claro que essa terapia é indicada para pessoas que tenham afinidade com a escrita, pois não vale a pena se sentir pressionada ou até mesmo ansiosa com a tarefa.

 

A escritaterapia também é uma ótima ferramenta para nos ajudar a cumprir metas. Afinal, o papel age como um amigo confidente que quer nos ver progredir e fica esperando ansiosamente por novas informações sobre as nossas lutas e vitórias diárias, agindo assim como um motivador diário que te ajudará a passar da melhor maneira possível durante as etapas do processo. 

 

Com esse objetivo, tenha sua meta em mente enquanto escreve e tente se manter no tópico durante todo o tempo. Isso te garantirá uma dose adicional de inspiração!

 

Quando procuramos liberar sua energia criativa, a professora americana Julia Cameron, indica em seu livro 'O Caminho do Artista’, que deriva do seu curso de mesmo nome, a criação de um hábito de escrita matinal com duração de 15 minutos todos os dias, sem regras ou pressão, apenas o ato de escrever livremente sobre tudo que vier a mente com o intuito de liberar os canais mentais, resultando em um aumento de produtividade e criatividade.

 

LEIA MAIS:

02621