Fale conosco

Religiosidade e fé

Descubra os segredos que os livros apócrifos desvendam

Cruz, Biblia Sagrada, livros apócrifos - Foto: iStock.com/Getty Images

Abaixo, conheça quais são as histórias dos livros apócrifos, os evangelhos proibidos pela igreja.

Maria Madalena

Muito se especula sobre sua relação com Jesus. A descoberta reforça a tese de que a mulher era o braço direito de Yeshua, se revelou como líder sábia e a mais querida entre os apóstolos. De acordo com evangelho de Filipe, “A companheira era Maria Madalena. A amava mais que a todos os discípulos e costumava beijá-la muitas vezes na boca. Eles lhe disseram: Por que você a ama mais do que a todos nós?”. Algo soa familiar? Supõe-se que tais escrituras confirmem o segredo que o Priorado de Sião tentou proteger: existe a linhagem de descendentes do messias.

Ascensão sem cruz

O Evangelho de São Barnabé, descoberto há 13 anos, afirma categoricamente: Jesus não sofreu no calvário. Segundo a alegação, ele não era o “Filho de Deus” e, sim, um profeta que não morreu crucificado, mas subiu vivo aos céus, enquanto Judas sim morrera crucificado. Ainda na Bíblia encontrada, Jesus prevê a vinda de Maomé, este que fundou o islamismo 700 anos depois de Cristo. Prevê também a chegada do último messias islâmico, que acontecerá futuramente.

Judas Iscariotes

O que você sabe sobre ele? Beijou Jesus na face e depois o entregou aos soldados romanos? Tudo por conta de algumas moedas? Pode ser que nada disso tenha ocorrido. O Evangelho de Judas nos livros apócrifos revela que ele era o mais fiel. De acordo com os escritos, Jesus pede que o discípulo o denuncie e guarde o segredo. “Jesus, respondendo, disse-lhe: Você se tornará o décimo terceiro, e será amaldiçoado pelas outras gerações - e você virá a governar sobre elas”. Depois disso, Judas teria se fugido para o deserto.

A infância de Cristo

Um dos livros apócrifos refere-se à vida dos pais e avós de Jesus e relata que os pais de Maria são infelizes por não ter filhos, até que por milagre, nasce Maria. Sobre a gravidez da mãe de Jesus, há a hipótese de ter sido recusada pelo noivo José, que só aceita levá-la para casa ao ser ameaçado. “E o sacerdote disse a José: Tu foste escolhido por sorteio para ter em tua guarda a virgem do Senhor. Mas José recusou, dizendo: Eu tenho filhos, e eu sou um homem velho, e ela é uma jovem garota. Tenho medo de me tornar um motivo de riso para os filhos de Israel”, diz a passagem do Evangelho Segundo Tiago. Quanto aos primeiros anos de vida de Jesus, conta-se que ele fazia milagres ainda na barriga da mãe, como curar doentes e ressuscitar os mortos. LEIA TAMBÉM Texto: Tatiana Santos/Colaboradora - Edição: Giovane Rocha noEmbed

Por