Fale conosco

Astrologia

Quíron Retrógrado: oportunidade para superar dificuldades

Entenda a energia de Quíron retrógrado - Crédito: M.Aurelius/Shutterstock

Se você é ligado(a) em Astrologia, já deve ter visto um símbolo que se assemelha a uma chave: um círculo com a letra “K” em cima. Ele representa Quíron, um asteroide que orbita entre Saturno e Urano e foi descoberto em 1977, pelo astrônomo americano Thomas Kowal. Por ser novo, ele ainda é muito estudado.

Quíron entrou no período retrógrado no signo de Áries no dia 11 de julho e irá permanecer assim até 15 de dezembro de 2020. Mas, como essa retrogradação vai impactar nossa vida? Antes de entender essa influência, vamos conhecer um pouco melhor sobre esse astro!

Quíron na Mitologia

Na mitologia, Quíron é filho do Titã Chronos e da ninfa Filira. Abandonado pela mãe, ele foi resgatado pelo deus Apolo, que o educaram junto com Ártemis. Assim, Quíron se tornou um sábio e curandeiro que contribuiu para a formação dos heróis. Ou seja, ele ajudava os outros a viverem suas próprias luzes.

Durante uma batalha contra os centauros, Hércules - que foi um dos seus alunos - o acerta acidentalmente com uma flecha envenenada. Como era imortal, a flecha não o matou, mas causou um ferimento incurável e muito dolorido. Essa ferida fez com que ele se isolasse em uma gruta, aprendendo mais sobre medicina e plantas.

Nesse meio tempo, Prometeu roubou o fogo de Héstia para dar à humanidade - história famosa na Mitologia. O grande Zeus ficou furioso com a atitude e o condenou: amarrou Prometeu a uma rocha e decretou que para toda a eternidade, uma águia comeria parte do seu fígado, que se regeneraria todas as noites.

A única forma de Prometeu se livrar desse castigo era com o sacrifício de um imortal, que iria ao reino dos mortos, reinado por Hades, em troca de sua vida. Então, Quíron fez esse sacrifício e entregou sua vida em prol do coletivo. 

Zeus ficou admirado com a atitude de Quíron e, por isso, o libertou da condenação eterna do reino dos mortos e criou uma constelação para honrar sua causa - a constelação de Sagitário.

Quíron na Astrologia

A história mitológica nos oferece uma boa base do que esse asteroide representa na Astrologia. Alguns astrólogos relacionam Quíron aos dons de cura que adquirimos em vidas passadas, por meio das feridas que tivemos de superar. Onde está nossa ferida no mapa astral é, também, nossa oportunidade de brilhar a nossa luz. E nós nos curamos quando ajudamos o outro a se curar. 

A casa na qual temos Quíron mostra as informações a respeito das nossas sombras, o que nos ajuda a conectar com a luz.

Quíron Retrógrado

Retrogradação é um movimento óptico que nos dá a impressão de que o astro está “andando” para trás, tomando como referencial a Terra. Na Astrologia, ela representa uma revisão, uma desaceleração para que voltemos a nos orientar para a direção correta. 

Então, a fase de Quíron retrógrado em Áries é bem-vinda; nos dá força, coragem e iniciativa para jogar luz nas nossas feridas mais doloridas. É um momento para agir diante de situações que costumeiramente nos paralisam. É hora de encarar os problemas com menos dificuldade, em comparação com outros períodos, em que as mesmas coisas nos incomodariam muito mais.

Texto: Bruna Giorgi - Astróloga

Instagram: @in.flua

LEIA TAMBÉM:

Por