Geral

Quarentena: saiba o que não fazer neste período

Por Julia Abud 03/04/2020 ÀS 15H00
O isolamento abre espaço para entrada de pensamentos intrusivos O isolamento abre espaço para entrada de pensamentos intrusivos - Foto Freestocks/Unsplash

Todo mundo tem falado muito sobre o que deve ou pode ser feito em casa durante a quarentena, certo? Mas, o que não fazer na quarentena? Atividades como a prática de exercícios físicos, meditação, leitura e alguns hobbies são ótimos exemplos de como distrair a mente para que ela se mantenha saudável neste período de isolamento e devem, sim, ser mantidas na rotina.

Porém, ao mesmo tempo, também há certos hábitos que podem - e devem - ser deixados de lado para preservar a saúde física e mental. Muitas vezes não percebemos o que pode ser - e está sendo - prejudicial para nós e como essas atitudes afetam outras pessoas. Portanto, separamos algumas dicas para você saber o que não fazer na quarentena que podem te ajudar a ter mais tranquilidade durante esta fase.

Excesso de notícias

Ter acesso a informações atualizadas e verdadeiras é um direito da sociedade. Porém, ser obcecado por notícias - principalmente as que anunciam o número de mortes e infectados pelo Coronavírus no mundo - faz com a mente seja um terreno fértil para o pessimismo. Aprender a deixar o celular de lado para não ser bombardeado pela negatividade é uma forma de preservar a saúde mental e física.

Em vez de procurar pela internet as notícias mais severas, busque pelas atitudes de bondade e solidariedade que estão se multiplicando pelo mundo. Esses atos de empatia renovam a nossa esperança e fé no próximo.

Outro assunto que pede muita cautela é acerca das fake news! Esse tipo de "informação" pode causar um efeito negativo na população e ajudar a enfraquecer nossa luta contra o vírus, além de levar as pessoas a terem atitudes erradas. Assim, o ideal é sempre conferir a data da publicação e por qual meio está sendo divulgada.

Não acredite em tudo que te mandam pelo Whatsapp, duvide de sites que nunca ouviu falar ou que não têm credibilidade, nunca compartilhe suas informações pessoais ou de familiares e não acredite em curas milagrosas noticiadas pela internet.

Estoque de alimentos

Neste momento de crise, a empatia pode ajudar direta e indiretamente muitas vidas. Quando for ao supermercado, não compre produtos em excesso na intenção de fazer um estoque na sua casa. Esse tipo de atitude prejudica todas as pessoas - até mesmo você! Ao acreditar em futuros desabastecimentos e, assim, comprar itens em grandes quantidades, você estará gastando muito mais dinheiro e retirando produtos essenciais das mãos de quem também precisa. Do mesmo modo que você não quer isso para você, não faça com os outros, combinado?

Compra de medicamentos

Assim como é prejudicial o estoque de alimentos em casa, comprar medicamentos sem ter necessidade, sem ter certeza de sua eficácia e sem indicação médica, prejudica o abastecimento para pessoas doentes que realmente precisam deles. Não acredite que determinado remédio pode ajudar na prevenção ou no combate do Coronavírus antes que esse fato seja realmente comprovado pela ciência e pelos profissionais da saúde!

A ingestão de medicamentos sem a prescrição médica pode ser tóxica e até fatal. Em vez de se proteger, você estará colocando em risco a sua vida e a de quem precisa do remédio e não conseguirá encontrá-lo, então procure manter a calma e não se precipitar.

Sair de casa

Talvez você já esteja cansado de ouvir isso, né? Mas todo aviso é bem-vindo quando ele é eficaz para todos, como indivíduos e como sociedade. Então, se puder, não saia de casa! Atividades como ir ao mercado, farmácia e em outros serviços essenciais precisam ser feitos, porém, a atenção deve ser redobrada nesses momentos. 

Muitas pessoas ainda não estão devidamente preocupadas com a contaminação do Coronavírus porque acreditam que a chance de contrair esse vírus não é tão grande assim. Ao negar o fato de que a pandemia está cada vez mais atingindo a população, os cuidados básicos são negligenciados e, assim, o caminho fica livre para propagação dessa doença.

Manter a tranquilidade é fundamental, mas não se esqueça que você tem parte da responsábilidade no combate do novo Coronavírus. Simples atitudes como evitar sair de casa, tirar os sapatos e roupas assim que voltar do mercado, lavar frequentemente as mãos com água e sabão durante 20 segundos e limpar a casa com álcool 70% são métodos eficazes de proteção da sua saúde e de seus familiares. 

Produtividade tóxica

Passar a fazer todas as atividades em casa permitiu um ganho extra de tempo para algumas pessoas. Então, o que fazer com esse "tempo livre"? Aprender um idioma, tocar instrumentos musicais, ler uma coleção de livros - tudo parece ser bom demais, né? Porém o excesso de produtividade nunca fez bem para ninguém - imagina então neste momento de quarentena! 

Está tudo bem se sentir cansado e não ter tanta vontade ou força para produzir. O mundo passa por uma situação complicada e cada pessoa lida com ela de uma forma diferente. Há quem prefira ocupar a mente com mil coisas, outras já não sabem por onde começar. A verdade é que não há o certo e errado, mas o que é bom e ruim para você, seu organismo e sua mente.

Aproveitar este tempo para ser produtivo talvez não seja a melhor escolha para você, então não se cobre demais! O que você fizer no seu ritmo já será bom - tenha orgulho disso. Pense que seu corpo e sua mente estão se adaptando com os fatos atuais e que, no final, dará tudo certo.

Propagar negatividade

Ultimamente, o que você tem conversado com os amigos e a família? São mensagens de esperança e solidariedade ou reclamações e medo? Saiba que do mesmo modo que você não pode acumular a negatividade em si, também não deve espalhar isso para os outros! 

O ideal é não guardar sentimentos pesados, pois isso pode causar sintomas de ansiedade e depressão. Compartilhar suas emoções faz com que seu espírito fique leve e ajuda a ter maior nitidez na hora de resolver os problemas. Porém, tenha cuidado para não ser um veículo de más vibrações para as pessoas que você ama. Assim como você, elas estão passando por um momento de aflição e medo, então aprender a ouvir mais também é uma forma de ajudar.

 

E aí, tem algum amigo que precisa dessas dicas sobre o que não fazer na quarentena? Compartilha com ele pra ajudar todo mundo a ficar mais tranquilo!

LEIA TAMBÉM:

01903