Fale conosco

Amor

Descubra como se proteger nos aplicativos de relacionamento e sexo!

- Reprodução/Pexels

O uso de aplicativos de relacionamento está cada vez mais comum. Neles, a pessoa consegue achar um par a poucos metros dela, sendo possível conversar, trocar likes e combinar encontros - seja para um sexo casual ou para se conhecerem melhor. Contudo, por ser um contato virtual, muitas mentiras podem acontecer e deixar a pessoa envolvida vulnerável a golpes e perigos maiores. Descubra como se proteger nos apps!

Golpes e estupros

São diversos os casos noticiados de homens que criam identidades falsas nos aplicativos de relacionamento para seduzir as vítimas até um local e acabar estuprando-as. Outras ocorrências são de pessoas assaltadas ao conhecer quem elas conversavam nos apps. E ainda há uma situação, que aconteceu no Distrito Federal, de um homem que juntou ambos os crimes quando dopou as mulheres para violentá-las e ainda levou seus pertences após o ato criminoso.

Protegendo-se nos aplicativos de relacionamento

Algumas atitudes simples podem evitar que você acabe virando mais uma vítima dos criminosos! Como os aplicativos geralmente procuram os pares mais próximos da sua área, pode ser que eles tenham amigos em comum com você. Assim, sempre que começar a conversar com alguém, procure-os em outras redes sociais, verifique se ele é quem diz ser e confirme as informações com esses amigos em comum. [caption id="attachment_25519" align="alignnone" width="640"]Na imagem, um homem encapuzado sem mostrar o rosto tira uma foto de si. Aplicativos de relacionamento. (Foto: Reprodução/Pexels)[/caption] Se a paquera já avançou a certos níveis, procure marcar encontros em lugares públicos e avisar parentes e amigos o local a a data. Além disso, evite aceitar bebidas e outros alimentos que você não tenha visto de onde vieram. Afinal, um olhar descuidado e o outro pode colocar algo para te fazer perder a consciência. Além disso, não tenha medo de denunciar o agressor para a polícia e para o próprio aplicativo para que, assim, ele não faça mais vítimas!

Aplicativos que ajudam!

Não são apenas os crimes começados no mundo virtual que as mulheres sofrem. Todos os dias, inúmeros casos de abusos sexuais, assédios, e violência física e/ou psicológica acontecem no Brasil e no mundo. Pensando nisso, alguns aplicativos ajudam as mulheres a se protegerem em casa e nas ruas. Alguns exemplos são: o aplicativo Mete a Colher, que ajuda as mulheres a saírem de seus relacionamentos abusivos. O app Sai pra lá mapeia, com ajuda das usuárias, os lugares em que aconteceram casos de violência em diversos modos: verbal, sonoro, físico e sexual. Outro sistema é o Clique 180, que foi desenvolvido pela ONU Mulheres Brasil para ajudá-las a diferenciar os tipos de agressões e como denunciar, mostrando a Lei Maria da Penha e delegacias mais próximas das mulheres. LEIA TAMBÉM Texto: Camila Ramos noEmbed

Por