Notícias

Manual de limpeza e energização de cristais

Por Sérgio Olens 22/04/2020 ÀS 12H21
Os cristais precisam ser limpos e energizados para exercer seu poder Os cristais precisam ser limpos e energizados para exercer seu poder - Alina Vilchenko/Pexels

Ao adquirir um cristal novo, seja ele bruto ou rolado, é importante realizar sua limpeza física e energética, além de sua energização, para que ele esteja pronto para ser utilizado com o fim destinado, seja decorativo ou terapêutico. Isso porque os cristais captam energias, então, é extremamente importante realizar sua purificação. 

Existem algumas maneiras básicas muito conhecidas e utilizadas por quem já manuseia os cristais e uma delas é o uso da água com sal grosso. Essa técnica consiste em deixar os cristais submersos por mais ou menos duas horas na mistura para limpeza e, logo em seguida, expor os cristais ao Sol durante o mesmo período de tempo. 

O método é eficaz, porém, é importante salientar que nem todos os cristais podem ou devem ficar submersos em água devido às suas propriedades químicas, ao seu grau de dureza e à sua porosidade e coloração. O método mencionado acaba fazendo com que alguns cristais se desgastem e outros até derretam e, por isso, deve-se ter muita atenção e pesquisar sobre o cristal que está manuseando.

Limpeza física dos cristais

Os cristais podem ser lavados em água corrente, água do mar ou rio. Isso não causa problemas para nenhum deles, desde que seja feito rapidamente. Lavá-los para tirar a sujeira e impurezas é diferente de deixá-los em imersão durante horas na água. Portanto, se quiser realizar a limpeza física do cristal, lave-o normalmente - se quiser, pode usar um sabão neutro. Em seguida, seque com uma toalha ou papel toalha.

O uso da água do mar para lavar de forma rápida efetua uma limpeza física e também energética dos cristais.

Cristais como as drusas e alguns que são estriados - que, no caso, contam com cavidades em sua estrutura - podem ser higienizados com um uma pequena escova macia ou um pincel para retirar a poeira acumulada neles.

Limpeza energética

Para realizar a limpeza energética, uma boa dica é o uso da defumação. Pegue seu cristal já devidamente lavado e passe-o na fumaça purificadora de um incenso ou erva. Para esse tipo de limpeza, o bastão de sálvia branca, o palo santo ou algum incenso natural de limpeza são muito indicados.

Ter uma drusa de ametista que comporte os cristais sobre ela também é um excelente método de limpeza dos cristais. A ametista tem uma capacidade poderosa de transmutação que age limpando os outros cristais energeticamente, dissipando intenções, formas, pensamentos e qualquer energia que tenha sido absorvida. Coloque os cristais sobre a drusa como se ela fosse um leito e deixe por cerca de duas horas.

Caso queira usar o sal grosso para limpeza energética dos cristais, uma dica simples é forrar um recipiente com o sal como se fosse um tapete, deixando os cristais sobre ele, descarregando as impurezas. Esse método deve ser feito sem a água utilizada na limpeza física. Dessa forma não há agressão ao corpo cristalino.

Em ambos os métodos, você deve mentalizar e visualizar os cristais sendo limpos e purificados energeticamente de qualquer vibração negativa ou estagnada.

Energização 

As formas mais comuns de recarregar os cristais energeticamente são por meio do banho de Sol e de Lua, além do uso da terra. É bem comum ouvir a indicação de deixar os cristais expostos sob a luz do Sol para que possam se reenergizar. Mas, muitos cristais não podem ficar muito tempo em contato direto com astro-rei, como é o caso da ametista e o quartzo rosa.

Para os cristais que podem ficar expostos, o período da manhã, entre o horário das 7 e 10 horas, é o mais indicado. Já para os que não podem, o ideal é deixá-los sob a luz da Lua cheia por um período de três horas.

O método da terra é um dos mais eficazes e consiste apenas em deixar os cristais sobre a terra, em um vaso de plantas. Dessa forma, eles ele reorganizam, descarregam as energias e se nutrem energeticamente. Essa prática é um curinga para os processos de limpeza e energização.

O uso do bastão de Selenita

Assim como existem cristais que não devem ficar muito tempo na água, alguns também não devem ficar expostos ao Sol, como é o caso das pedras muito claras e transparentes. Para esses cristais, o bastão de selenita pode ser uma escolha muito eficiente.

A selenita é um cristal de altíssima frequência energética e, portanto, pode limpar e ao mesmo tempo energizar outros cristais. O ideal é que seja um bastão que tenha uma ponta natural. Os cristais devem ser deixados sobre uma superfície lisa e o bastão de selenita apontado para eles. Para os bastões sem ponta, também vale deixar os cristais dispostos em cima dele. Em 5 a 10 minutos eles estarão limpos e energizados.

Esse método também é ideal para pessoas que atendem com Cristaloterapia e que, entre um atendimento e outro acabam não tendo tempo para realizar os métodos ensinados acima.

Caso queima limpar todos os cristais que possui e sejam muitos, uma dica é usar, junto à selenita, uma ponta de cristal de quartzo branco, conhecido pela sua capacidade de ampliar o efeito da pedra que estiver junto dele. Para isso, é só colocar o bastão de selenita com sua ponta encostada na base da ponta de quartzo branco, como se estivessem acoplados, e deixá-los apontados para os cristais que queira limpar e energizar.

Com que frequência devem ser limpos e energizados

O período de limpeza e energização vai depender do trabalho realizado com os cristais em questão. Alguns devem ser limpos e energizados com muita frequência e outros, de tempos em tempos. Uma coisa é certa: vale limpar e energizar os cristais sempre que sentir que é necessário.

No caso de cristais que ficam em ambientes, seja para proteção ou harmonização, aconselho que os procedimentos sejam realizados uma vez por mês.

Dicas importantes

Os cristais, em sua formação, são geometricamente organizados e, por isso, devem ser guardados de uma forma que não fiquem bagunçados.

Se possível, guarde-os em grupos organizados por cor, tamanho, chakra e função. Além disso, não misture cristais pessoais com cristais de atendimento por exemplo.

Quando um cristal quebrar, deixe-o na terra para que se reorganize. Se quiser, deixe enfeitando um vaso de plantas ou jardim.

Alguns cristais que não devem ficar imersos em água e expostos ao Sol

Pirita, Angelita, Selenita, Malaquita, Enxofre, Cianita, Turquesa, Ametista, Lápis Lazúli, Quartzo Rosa, Crisocola, Hematita.

Texto: Sérgio Olens - Terapeuta holístico e oraculista

Instagram: @sergio.olens

LEIA TAMBÉM:

01973