Confira nossas dicas e faça um jardim zen na sua casa

Como fazer um jardim zen? Confira nossas dicas!

Usando o poder e as energias da natureza, você pode fazer um belo espaço de serenidade na sua casa, basta usar a criatividade e intuição

caminho de pedras por um jardim muito florido
FOTO: iStock.com/Getty Images

Às vezes você sente vontade de ter um lugar seu, de paz e tranquilidade? Saiba que é possível fazer um jardim zen até em pequenos ambientes. Construa seu espaço de meditação e reflexão para se desligar um pouco da correria cotidiana.

jardim com um pequeno lago, cheio de pedras e plantas ao redor

FOTO: iStock.com/Getty Images

Ter um espaço em casa para cultivar plantas é ótimo para aliviar o estresse. A jardinagem é uma atividade relaxante e faz muito bem para a saúde do corpo e da mente. Além de integrar a natureza no espaço urbano, melhora a qualidade do ar em sua casa; muitas plantas servem como purificadores, pois retém a poluição presente no ambiente. E o que nos prejudica não é somente a poluição, mas também as energias tóxicas, que e fazem mal para o espírito e para a harmonia do lar. Por isso um espaço de boas energias é importante para revitalizar o corpo e a mente.

 Decorando o seu jardim

caminho de pedras por um jardim muito florido

FOTO: iStock.com/Getty Images

1- FAZER UM ALTAR

Monte um pequeno altar no seu jardim, de acordo com sua crença e religião. Você pode colocar imagens de santos, deuses, Orixás e até deixar um espaço para oferendas. Pode colocar talismãs e objetos de sorte, velas (com cuidado para não causar acidentes), incensários, pedras. Até mesmo gnomos e fadas são bem vindos. Deixe a Bíblia ou algum outro livro espiritual de sua preferência em destaque.

2- COMBINAR OS ELEMENTOS

Para aumentar o poder da natureza no seu pequeno espaço, você pode colocar objetos que, além de trazerem sorte e boas energias, simbolizem os quatro elementos essenciais: fogo, ar, terra e água. Velas, incensos, sinos, pedras, fonte de água ou mesmo um jarro são opções simples, mas poderosas. Só não se esqueça de tampar bem os objetos que acumulem água e trocá-la sempre, para evitar a proliferação de mosquitos que transmitem doenças como a dengue.

3- TALISMÃS E OBJETOS DE SORTE

Você também pode optar por sinos que toquem com a passagem de ar, filtro dos sonhos, mandalas, espelhos e dançarina dos ventos. Todos esses objetos decorativos trazem energias muito positivas, e você ainda pode usar outros talismãs, de acordo com seu gosto e intenção.

4- TORNÁ-LO UM LUGAR ACONCHEGANTE

O importante é que seu jardim seja um local aconchegante e leve, que revigore as energias. Por isso, deve estar sempre cuidado, limpo e organizado. Plantas mortas, sujeira e bagunça têm o efeito contrário.

Para aprimorar o seu cantinho, você pode investir em almofadas e, se tiver espaço, pode até colocar uma rede para descanso. Pode usar esse local para meditar, relaxar, descansar e até mesmo, praticar Yogaestudar e fazer uma boa leitura. Coloque alguns livros interessantes, em um espaço adequado para não pegarem a umidade das plantas. Se quiser, pode disponibilizar um rádio com músicas de meditação ou sons da natureza.

 O poder das plantas

Muitas religiões e filosofias acreditam no poder das plantas e nas energias que elas transmitem. O Feng Shui, por exemplo, é uma arte chinesa milenar que planeja a disposição dos móveis, a decoração e a utilização de plantas e objetos em cada cômodo da casa a fim de harmonizar o ambiente e fazer fluir as boas energias.

Veja abaixo algumas dicas de plantas indicadas pelo Feng Shui:

Em muitas outras crenças e na cultura popular, o uso das plantas para afastar as energias negativas também é recomendado. É possível potencializar as propriedades das plantas indicadas para cada intenção cultivando-as no mesmo vaso ou no mesmo ambiente.

Você também pode fazer um vaso de sete ervas, combinando plantas poderosas em um mesmo recipiente. Ou, então, cultivar em vasos separados aquelas plantas que você mais gosta.

Confira a característica de cada planta em um vaso de sete ervas:

LEIA TAMBÉM

 

Texto: Marcos Cardinalli/Colaborador / Edição: Nathália Sousa/Colaboradora / Design: Alexandre Sueishi e Roberta Lourenço

Os comentários estão desativados.